5 de junho de 2006

amor com fado


Amália Rodrigues, deixado cá por danielsg.

Por que voltas de que lei
Vem este sentir profundo
Por te saber como sei
Me sinto dona do mundo

Por que espada de que rei
Meu amor é fogo posto
És tanto de quanto amei
Que és tudo de quanto gosto

Por este amor que te tenho
Por ser assim como sou
És inferno donde venho
És o céu para onde vou

Por que voltas de que lei
És tudo de quanto gosto
Me perdi e me encontrei
Nas voltas que tem teu rosto

Por que voltas de que rei
Em meu peito teu desenho
És tanto de quanto amei
Que és todo o mundo que tenho

E de tão rica que estou
Nunca tão pobre fiquei
Por ser assim como sou
E te saber como sei

3 comentários:

kaiser disse...

Ainda hoje, que estou em Espanha, abri o coraçao a ouvir um velho-novo fado!!!
Gostei muito do blog. Parabéns.
www.auto-poetico.blogspot.com

Anónimo disse...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

Anónimo disse...

Your website has a useful information for beginners like me.
»