27 de junho de 2006

como um poema de amor


detalhe de lenço de namorados
partilhado por danielsg.

não queria deitar-me
sem escrever-te um poema de amor

um poema em que visses como
é fácil dizer-te que te adoro

um poema que o próprio fernando pessoa escrevesse
se soubesse como se ama deveras

um poema que nem sequer ousasse
pegar em palavras ou em silêncio

um poema que fosse tão somente
esta respiração de afectos

com a forma de coração

3 comentários:

Anónimo disse...

lindu!!! pawabens!!

Semolina disse...

Muito bonito! Como sempre, reina a respiração e o silêncio, que muitas vezes já dizem tudo.
Está muito giro o blogue.
Beijinhos

Ângela

Norma de Quinhones disse...

E depois estranhas que te chame de "Poeta", lindo como tantos outros poemas teus. Muito bonito o gesto e o carinho depositado nele.
Jokitas