14 de julho de 2006

em contramão ou sem título (tanto faz)


contramão
partilhado por danielsg.

não me apetece dizer nada
não vou dizer nada
não quero dizer nada
(à parte isso tenho em mim todas as palavras do mundo)

1 comentário:

Norma de Quinhones disse...

Meu "Poeta" preferido nos tempos que correm, tens, e todos temos o direito de "não apetecer isto ou aquilo, hoje, amanhã ou depois".
Cuida-te, sê feliz, saudável, ama e deixa-te amar, e por favor não percas esse teu maravilhoso dom de escrever.
Um arco-íris do tamanho do Mundo para ti, para as tuas Princesas e para quem amas. Jokitas