5 de junho de 2008



nem uma palavra aqui deixada quis ser um poema
todas elas vieram ao silêncio
puxar um horizonte de sentidos

uns sobrepostos
outros aladamente soltos

no lilás do sonho

3 comentários:

Anónimo disse...

http://sapateiaacoriana.blogspot.com/

Anónimo disse...

tens uns poemas mt lamechas.

tens de explorar outros temas.

tu escreves bem.

pq nos das sempre do mesmo?


Lilia

ivone disse...

"nem uma palavra aqui deixada quis ser um poema
todas elas vieram ao silêncio
puxar um horizonte de sentidos"



se assim se escreve o poema acontece