3 de janeiro de 2009

já estava à espera que nos voltássemos a encontrar
assim me mantive vivo nos últimos anos

deixei-me ficar nesta rua
nesta rua onde foste a mais lilás das assombrações

e acabei por me parecer com a paragem do autocarro
onde todos se abrigam e protegem do tempo que passa

foram apenas alguns anos
apenas uma vida que dava para habitar todo um sonho
uma vida que somada ao silêncio
fazia o livro de poesia mais triste de sempre

e contudo bastou para que me crescessem estas asas
que batem agora contra o vento do inverno

como uma árvore que interrompe
a respiração da cidade

a mesma cidade onde fomos felizes por um instante
um instante apenas

tão pouco tão pouco
tão pouco



video

Sem comentários: