8 de maio de 2008

(especialmente para AQF - que nenhuma poesia do mundo se perca)



esta é a casa onde hás-de morar
meu querido poema

no meio de tantas palavras
tantas tantas
que não hás-de ser mais que o começo do mundo

ínfimo e distante
perdido no meio do silêncio

de todas as outras
coisas

2 comentários:

lotto disse...

Thanks to the owner of this blog. Ive enjoyed reading this topic.

AQF disse...

é muito claro, a poesia perde-se.